Ações de desburocratização e impacto no desenvolvimento regional são apresentados na Alerj

Aconteceu nessa quarta-feira (06), no plenário da Assembleia Legislativa do Estado do Rio de Janeiro, a Alerj, o seminário “Simplificar para crescer: como a desburocratização impulsiona novos negócios” que reuniu autoridades federais, estaduais e municipais empenhadas no objetivo comum de agilizar e desburocratizar processos para a promoção do crescimento econômico e social do estado. O seminário foi uma iniciativa do Fórum Permanente de Desenvolvimento Estratégico do Rio de Janeiro e também teve o objetivo aproximar o Poder Legislativo dos demais setores da sociedade.

O presidente da Junta Comercial do Estado do Rio de Janeiro (Jucerja), Luiz Velloso, fez parte da mesa de debates e falou sobre a implantação do Regin em diversos municípios do estado. O sistema permite que o registro de novas empresas no órgão seja feito pela internet de forma rápida e eficiente. Basta que o indivíduo entre no site www.jucerja.rj.gov.br, clique em ‘Requerimento Eletrônico’ e siga o passo a passo.  “Essa iniciativa da Alerj, é fundamental porque permite o compartilhamento das boas práticas entre os órgãos do estado e suas prefeituras, através de suas secretárias. Copiar boas práticas é um belo sinal de inteligência, porque corta caminhos, simplificando os processos em prol do empresariado, que mantém o desenvolvimento econômico do nosso estado”, exaltou Luiz Velloso.
A grande vantagem é a redução de tempo na formalização de novos empreendimentos, a desburocratização e a possibilidade de todo o processo de legalização ser realizado por meio digital em um único portal, dispensando a presença física do cidadão. Hoje, 41 dos 92 municípios no estado possuem o alvará eletrônico integrado à Junta Comercial. Dentre os municípios que falaram sobre os seus casos de sucesso nos processos de simplificação estão Macuco, Petrópolis, Nova Friburgo e Volta Redonda.
Também participaram do encontro, Luiz Carlos Ananias, tenente-coronel do Corpo de Bombeiros Militar do Estado do Rio de Janeiro; Paulo Renato Marques, subsecretário de Desenvolvimento Econômico da Secretaria de Estado da Casa Civil e Desenvolvimento Econômico; Cezar Vasquez, diretor-superintendente do Sebrae-RJ; Conrado Fernandes, diretor do Departamento de Registro Empresarial e Integração (DREI); e Eliane Cardozo, superintendente de Vigilância Sanitária do Estado do Rio de Janeiro (Suvisa). Seguindo a agenda do fórum, no dia 07, são apresentados os “Desafios do poder público no cumprimento da Agenda 2030”. No dia 08, o evento “Oceanos de Plástico: políticas públicas e práticas sustentáveis” traz o tema da sustentabilidade para debate.

voltar para lista