“Reconto cada qual no seu Recanto”: projeto literário realiza evento especial de Natal

“Contos para tocar o coração” é o tema da quarta edição da mostra internacional que fecha o ano de 2020. No dia 19 de dezembro, a roda de histórias online será inspirada pelo espírito natalino, e um novo grupo de narradores trará contos tradicionais e autorais. Serão três horas de transmissão, começando às 15h até às 18h. Cada convidado contará três histórias intercaladas entre canções, parlendas e poemas. Ao final, acontece um bate-papo com o público.

A idealização e direção artística são de José Mauro Brant, premiado ator, autor teatral, com quase trinta anos dedicados ao ofício de narrar histórias, que divide a curadoria com Benita Prieto, experiente contadora de histórias e produtora de eventos na área da leitura e literatura.  “Este Natal será muito diferente dos outros, com algumas pessoas afastadas de suas famílias devido à pandemia. Acho que um lugar de encontro, como o Reconto, é um lugar de histórias para aquecer a alma e proporcionar uma troca nesse período tão difícil”, comenta o ator.

Com a intenção de fazer a economia criativa girar e promover encontros antes impossíveis presencialmente, a mostra internacional de contadores de histórias é destinada para crianças de todas as idades e acontece 100% online e ao vivo. As rodas de histórias temáticas recebem três convidados nacionais de estados diferentes e um convidado internacional. “O Reconto de Natal tem a missão de fechar o ano com a chave do coração e abrir uma nova porta para 2021. Vamos continuar com novos temas e novas possibilidades de encontros com nossos companheiros de ofício em diversos recantos do país e do mundo”, afirma José Mauro.

Os convidados da quarta edição:

Ernesto Abad – Tenerife – Ilhas Canárias – Espanha 

Professor da Universidad de La Laguna, na Espanha, Ernesto uniu as aulas com a criação artística. Publicou muitos livros da literatura infantil, como “Contos Africanos”, que ganhou tradução para o Brasil. Também foi diretor de teatro e do Festival Internacional del Cuento Los Silos.

Ana Luísa Lacombe – São Paulo – SP

Atriz há 40 anos, contadora de histórias, figurinista e escritora. Em 2003, fundou a Cia Faz e Conta, com a qual ganhou cinco prêmios APCA, um prêmio Femsa e um prêmio São Paulo de Incentivo ao Teatro Infantil e Jovem de Melhor Atriz. Foi curadora do projeto “Sipurim – Hora da História”, do Centro da Cultura Judaica. É professora, desde 2008, do curso de formação de Contadores de Histórias da Biblioteca Hans Christian Andersen e na pós-graduação “A Arte de Contar Histórias”, da Facon, e de licenciatura em música da Faculdade Cantareira. Publicou sete livros, dentre eles: A Árvore de Tamoromu (Prêmio FNLIJ Melhor reconto) e Quanta História Numa História!, ganhador do PROAC para sua publicação.

Celso Sisto – Porto Alegre – RS

Celso é ator, arte-educador, artista visual, ilustrador, escritor, contador de histórias e professor universitário, especialista em literatura infantil e juvenil, mestre em Literatura Brasileira pela Universidade Federal de Santa Catarina (UFSC), Doutor em Teoria da Literatura pela Pontifícia Universidade Católica do Rio Grande do Sul (PUC-RS) e realizou estágio de Pós-Doutoramento na Universidade Federal do Rio Grande do Sul (UFRGS). Tem mais de 80 livros publicados para crianças e jovens e já conquistou destacados prêmios por sua produção literária na área. Escreve regularmente na Revista Rainha, de ampla circulação nacional, nas colunas “Lugar na prateleira – livros e crônicas” e “Mão à obra”. É criador, curador e coordenador do seminário “A arte de contar histórias”, anualmente na Feira do Livro de Porto Alegre (RS). Também criou e coordena oficinas de formação de contadores de histórias, de escrita criativa em literatura infantil; de artes visuais com literatura, bem como grupos de leitura e debate de literaturas africanas em seu ateliê RAIZ DA COR, em Porto Alegre.

Lúcia Fidalgo – Rio de Janeiro – RJ

Professora Assistente da Universidade Federal do Rio de Janeiro (UFRJ), possui Mestrado em Educação pela Universidade Federal Fluminense. É bibliotecária, professora, escritora e contadora de histórias do Grupo Morandubetá. Publicou mais de 30 livros, sendo alguns premiados e outros selecionados para compor os acervos de várias escolas do pais. Dirigiu, entre 2000 e 2002, o Departamento de Bibliotecas do Estado do Rio de Janeiro. Trabalhou em projetos de pesquisa da Cátedra UNESCO de Leitura e foi professora do Curso de Pós-graduação Leitura: Teoria e Práticas, em julho de 2011, ministrando a disciplina Didática da Leitura. Foi professora do Curso de Formação do Escritor, do Departamento de Letras da PUC-RIO, em 2012. Atuou como Consultora da UNESCO, no projeto da REMEC-RJ, em 2011. Membro da equipe criadora do Proler 1992-1996, desenvolveu um trabalho de formação de leitor em todo o Brasil. Especialista na área de Leitura, Narração Oral e Acervos do programa de leitura da Petrobras – Leia Brasil, desde 1992. Atualmente, integra o Grupo de Estudos em Literatura Infantil e Juvenil (GELIJ/CNPq) do Instituto Interdisciplinar de Leitura da PUC-Rio.

José Mauro Brant – Rio de Janeiro – RJ

Ator, cantor, autor e diretor de teatral com mais de 80 espetáculos no currículo, José Mauro Brant se define com uma só expressão: “Sou um contador de Histórias”. Atuando no teatro profissional desde 1988, José Mauro trabalhou como ator com diretores como: Gerald Thomas, Ítalo Rossi, Werner Herzog, Aderbal Freire Filho, Naum Alves de Souza. Desde 1989, trabalha ininterruptamente em criações dedicadas à infância e juventude. Seu primeiro livro pela ed. Rocco foi duas vezes selecionado pelo PNBE e distribuído para escolas públicas de todo o país. Hoje, Brant concilia seus espetáculos de narração com a criação e direção de espetáculos musicais: “Era uma vez… Grimm” e “O Pequeno Zacarias – uma ópera irresponsável”, parcerias com o maestro Tim Rescala. Ambos ganharam o prêmio APTR de melhor música. Em 2018, “Makuru um Musical de Ninar”, também lançado em CD em todas as plataformas digitais, ganhou 15 prêmios e 30 indicações nas principais premiações do teatro carioca, incluindo melhor texto e melhor espetáculo infantojuvenil.

Benita Prieto – Alhandra – PT

Nascida no Rio de Janeiro, filha de galegos, é curadora, consultora, produtora e mediadora de projetos de leitura. Escritora e Contadora de Histórias do Grupo Morandubetá, criou o Simpósio Internacional de Contadores de Histórias do Rio de Janeiro. Desde 2012, pesquisa e ministra cursos sobre promoção de Leitura e Literatura Digital. É Coordenadora da Red Internacional de Cuentacuentos e integra a Ações & Conexões Associação Cultural de Portugal. Atualmente, reside em Portugal, onde tem participado em ações de promoção de leitura e narração de histórias no Caminhos de Leitura, Palavras Andarilhas, Folio, Rio de Contos, Rede de Bibliotecas Escolares e diversos eventos e espaços culturais. Benita completa 28 anos de narração oral, tendo atuado em 22 estados do Brasil e mais de 10 países, realizando conferências, palestras, oficinas, cursos, eventos, apresentações e espetáculos.

Para adquirir os ingressos, acesse o site Go Free .

Mais informações e descontos para professores, grupos e alunos da rede pública, mande um e-mail para: recontocadaqualnoseurecanto@gmail.com

 

voltar para lista